Bem de família

O que é bem de família?
É uma importante proteção legal concedida a uma residência familiar com o propósito de garantir a moradia e a estabilidade financeira de uma família.
Esse conceito reflete uma preocupação comum em muitas sociedades ao redor do mundo: a necessidade de assegurar que uma família não seja despejada ou desabrigada devido a dívidas ou ações judiciais de credores.
Embora as leis que definem e regulam o instituto possam variar de país para país, o princípio geral é o mesmo em todas elas – proteger um lar e um ambiente estável para a família.
O Código Civil e a Lei nº 8.009/90 regulam a matéria para certos tipos de imóveis, como a casa onde a família reside, não podem ser penhorados ou vendidos para pagar dívidas, com exceções em casos específicos, como dívidas relacionadas a impostos, pensão alimentícia e financiamento do próprio imóvel.
É importante notar que decisões sobre o instituto de direito podem variar em diferentes jurisdições, sendo aconselhável a consulta a um advogado especializado em direito imobiliário para entender completamente os direitos e obrigações
Além disso, as leis e a jurisprudência podem evoluir ao longo do tempo, sendo fundamental acompanhar as mudanças na legislação para garantir que os direitos e proteções sejam respeitados.
Consulte no blog Cena Jurídica artigos, doutrina e jurisprudência abordando o tema “bem de família” e fique bem informado dos seus direitos…

Coração em vermelho claro sendo doado das mãos de uma pessoa para outra com gramado ao fundo
Blog Cena Jurídica, Contratos e obrigações

Doação de imóvel aos filhos do casal não é fraude contra credor se a família continua morando nele

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu provimento a dois recursos por meio dos quais uma família defendeu que a doação do imóvel em que reside, dos pais para os filhos, não caracterizou fraude contra o credor, pois a propriedade – considerada bem de família – seria impenhorável. Um dos recursos foi interposto pelo marido, devedor, e o outro, por sua esposa e filhos.

Homem de camiseta branca sentada à beira da cama com a cabeça apoiada nos braços denotando preocupação
Blog Cena Jurídica, Contratos e obrigações

Bem de família de fiador pode ser penhorado para quitar dívida de aluguel comercial, decide STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou constitucional a penhora de bem de família pertencente a fiador de contratos de locação residenciais e comerciais. A decisão foi tomada na sessão virtual concluída nesta quarta-feira (8/3), no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 1307334, com repercussão geral (Tema 1.127).

Miniatura de casa branca com telhado vermelho sobre as mãos e homem de camisa branca e gravata com fundo desfocado em cinza
Blog Cena Jurídica, Contratos e obrigações

Imóvel cedido a família pode ser considerado impenhorável

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que, para efeitos da proteção da Lei 8.009/1990, é suficiente que o imóvel sirva de residência para a família do devedor – ainda que ele não more no mesmo local –, apenas podendo ser afastada a regra da impenhorabilidade do bem de família quando verificada alguma das hipóteses do artigo 3º da lei.

Ilustração com titulo da postagem escrita em caracteres pretos com chaveiro de miniatura de casa ao fundo sobre tampo de mesa marrom escuro
Blog Cena Jurídica, Contratos e obrigações, Direito Processual

Imóvel único adquirido no curso da execução pode ser considerado bem de família impenhorável

O imóvel adquirido no curso da demanda executiva pode ser considerado bem de família, para fins de impenhorabilidade. Com essa decisão, a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou acórdão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) que proibiu a penhora do único imóvel de devedores com comprovada residência no local, mesmo tendo sido adquirido no curso da execução, por considerá-lo bem de família legal.

Miniatura de casa branca com telhado cinza escuro e molho de chaves sendo seguros entre as mãos de pessoa trajando camisa branca
Blog Cena Jurídica, Contratos e obrigações

Bem de família pode ser penhorado se comprovada prática de blindagem patrimonial

O primeiro processo do programa “SOS Execução”, iniciativa da Corregedoria Regional do TRT-2 para trazer melhorias à fase de execução, já tem decisão em 2ª instância. A 12ª Turma do Tribunal da 2ª Região manteve a penhora sobre um bem avaliado em cerca de R$ 4,5 milhões adquirido pelo executado principal antes das reclamações trabalhistas. O colegiado interpretou que esse devedor, antevendo problemas financeiros, realizou a compra para enquadrar o imóvel como bem de família de forma fraudulenta.

Rolar para cima